Neoliberalismo e relações sociais: notas para uma abordagem freudo-marxista

Alessandro da Silva Leite

Resumo


O escopo deste trabalho é abordar criticamente a dinâmica das relações sociais, com ênfase nas relações de trabalho, no contexto do neoliberalismo. Busca-se entender dialeticamente como o capitalismo, estruturando a dinâmica social, produz efeitos também estruturantes na organização subjetiva dos indivíduos. A hipótese aqui explorada é a de que o neoliberalismo – ou o “novo capitalismo”, ao reorganizar as estruturas econômicas, produz efeitos na rede de relações e de funções de natureza política, econômica e psíquica existente na cultura dos grupos sociais. Este artigo organiza-se em três partes. Na primeira, é feita uma breve apresentação do freudo-marxismo, na segunda, aborda-se a noção de neoliberalismo como a nova fase de acumulação do capital e na terceira parte, destaca-se alguns efeitos nos campos subjetivos e sociais.


Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008.

_____. Globalização: as consquencias humanas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1999.

BENJAMIM, Walter. Teses sobre a história. In: _____. Obras escolhidas: Magia e técnica, arte e política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1987, p. 222-232, vol. 1.

CERRONI, Umberto. El pensamento de Marx. Barcelona: Sebal, 1980.

COSTA, Jurandir Freire. Violência e psicanálise. Rio de Janeiro: Graal, 2003.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Riode Janeiro: Zahar, 1987.

FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos. Rio de Janeiro: Imago, 1965, v. 5., 1ª ed. 1900.

HARVEY, David. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Edições Loyola, 1992.

JÚNIOR BOITO, Armando. Hegemonia neoliberal no governo Lula. In: CEMARX. Crítica Marxista. n. 17. Rio de Janeiro: Revan, 2003. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivo_biblioteca/critica17-A-boito.pdf. Acesso em 30/06/2008.

KREIN, José Dari, SANTOS, Anselmo Luís dos e MORETTO, Amilton. Trabalho no Brasil: evolução recente e desafios. In: Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, v. 34, n. 124, p. 27-53, jan/jun. 2013. Disponível em: http://www.ipardes.org.pr.gov.br/ojs/index.php/revistaparanaense/article/view/554/813. Acesso em: 20/07/2013.

KREIN, José Dari. Balanço da reforma trabalhista no governo FHC. In: PRONI, Marcelo e HENRIQUES, Wilnês (orgs.). Trabalho, mercado e sociedade: o Brasil nos anos 90. São Paulo: Editora UNESP, Campinas, pág. 279-322.

MARX, Karl. O capital. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

NETO, Agostinho Ramalho Marques. Neoliberalismo e Gozo. In: ESCOLA LACANIANA DE PSICANÁLISE E FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA (org.). A lei em tempos sombrios. Rio de Janeiro: Cia. de Freud; Vitória: ELPV, 2009.

QUINET, Antônio. A descoberta do inconsciente: do desejo ao sintoma. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

RODRIGUES, Márcia Barros Ferreira. História & Psicanálise: um diálogo possível. In: SOUBBOTNIK, Olga Maria M. C.; SOUBBOTNIK, Michael (orgs.). Enlaces: psicanálise e conexões. Vitória: GM Gráfica e Editora, 2008, p. 67 a 79.

TAVARES, Maria Augusta. Trabalho Informal: os fios (in)visíveis da produção capitalista. Revista Outubro. No. 7, 2002, São Paulo, p. 49-60. Disponível em: http://www.fae.edu/galeria/getImage/1/361633460249798.pdf> acesso em: 03/05/2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Alessandro da Silva Leite

      https://www.sumarios.org/revista/romanitas   http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre

Revista Vox é uma publicação eletrônica semestral mantida pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (FADILESTE). ISSN: 2359-5183.
Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1024 x 768.