Modernidade e pluralismo: o processo de secularização da sociedade

Edmar Avelar de Sena

Resumo


Para melhor compreensão do campo religioso brasileiro, é necessário analisar brevemente a estruturação desse campo a partir dos conceitos de modernidade e pluralismo, à luz de pensadores da Sociologia e da Antropologia. Desse modo, este artigo observará os aspectos da modernidade e do pluralismo que influenciaram o campo religioso brasileiro. A construção da modernidade teve seu ápice no século XIX, com a instauração de um novo modelo de sociedade, regido por valores da burguesia, por arranjos sociais e políticos condizentes com as novas formas de organização do sistema produtivo e, consequentemente, das relações sociais. O desenvolvimento das cidades, acelerado pela Revolução Industrial, transformou camponesesem operários. Omodelo capitalista de produção dos bens necessários à vida substituiu a economia fundada nas relações familiares. As transformações ocorridas no campo político e na economia criaram uma nova divisão de trabalho e novas classes sociais. Do ponto de vista filosófico, o Iluminismo fundou as bases para profundas criações da modernidade: a figura do “indivíduo” dentro de uma concepção liberal de humanidade, extensiva e abstrata. O racionalismo cartesiano propôs uma interpretação do mundo, que tem como base a razão. Instalou-se o reino da razão, informado pelas regras do método, oposto às verdades, cujas bases são a tradição e a revolução. Na religião, observaram-se alterações profundas, tanto pelas transformações ocorridas no âmbito das crenças quanto das instituições.


Palavras-chave


Modernidade; Pluralismo; Indivíduo; Transformações sociais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Edmar Avelar de Sena

      https://www.sumarios.org/revista/romanitas   http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre

Revista Vox é uma publicação eletrônica semestral mantida pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (FADILESTE). ISSN: 2359-5183.
Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1024 x 768.