A idealização do passado no conservadorismo reformista de Thomas Carlyle

Filipe Lomba Garcia Roza

Resumo


Esse artigo tem por objetivo promover uma breve análise acerca dos escritos de Thomas Carlyle como expoentes do conservadorismo reformista no século XIX. Será feita uma explanação sobre a vida de Carlyle e sobre a condição social inglesa no início do mesmo século; seguida de uma análise sobre medievalismo romântico – sendo este um processo imaginativo de idealização da Idade Média – e sobre como as obras de Carlyle podem ser inseridas dentro desse conceito de conservadorismo reformista. Tal artigo se faz necessário num cenário contemporâneo cada vez mais reducionista acerca do conservadorismo, especialmente aos que tentam de todas as formas desassociar o conservadorismo das experiências de Estados fortes no século XIX.

Palavras-chave


Thomas Carlyle; Medievalismo; Conservadorismo; Século XIX.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Filipe Lomba Garcia Roza

      https://www.sumarios.org/revista/romanitas   http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre

Revista Vox é uma publicação eletrônica semestral mantida pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (FADILESTE). ISSN: 2359-5183.
Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1024 x 768.