O sequestro internacional de crianças e adolescentes: a violência doméstica e familiar como exceção à regra de retorno imediato

Luana Cabral Mendes Gontijo

Resumo


Inicialmente, o presente artigo apresenta uma breve compreensão sobre a Convenção de Haia sobre Aspectos Civis do Sequestro Internacional, discorrendo sobre a regra de retorno imediato da criança ao local de residência habitual e apontando a existência de exceções à regra. Em seguida, é analisada a exceção disposta no artigo 13, alínea “b”, da Convenção, momento que se questiona a postura tradicional de interpretação restritiva do dispositivo. Por fim, o estudo se volta para análise da alteração do paradigma do sequestro internacional, com enfoque em casos motivados pela violência doméstica e familiar e a possibilidade de ressignificar os instrumentos da Convenção para fins de atingir ao melhor interesse do menor e, por conseguinte, a proteção da criança em âmbito internacional.

Palavras-chave


Sequestro internacional de crianças; Violência doméstica e familiar; Princípio do melhor interesse do menor; Direitos humanos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Luana Cabral Mendes Gontijo

      https://www.sumarios.org/revista/romanitas   http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre

Revista Vox é uma publicação eletrônica semestral mantida pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (FADILESTE). ISSN: 2359-5183.
Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1024 x 768.