Uma discussão historiográfica sobre o escravismo no Brasil: as perspectivas de Jacob Gorender e de Sidney Chalhoub

João Carlos Furlani, Nicodemo Valim de Sena

Resumo


Neste artigo, temos por finalidade examinar e relacionar as propostas de Jacob Gorender e de Sidney Chalhoub no que diz respeito ao mesmo objeto: o escravismo no Brasil. Para tanto, centraremos nossa análise nas obras O escravismo colonial, de Gorender, e Visões da liberdade, de Chalhoub, visto que, em tais produções, os historiadores fundamentam suas concepções relativas à escravidão no Brasil. Apesar de trilharem itinerários teórico-metodológicos díspares, ambos os escritores adquiriram notável importância na historiografia brasileira, servindo como referência para inúmeros outros trabalhos. Além das nítidas diferenças, tentaremos demonstrar como as falas dos autores, mesmo mediante divergências, acabam por se relacionar analogamente em determinados momentos. Por fim, versaremos sobre os motivos pelos quais Gorender e Chalhoub caminham em distintas direções, apesar de terem o mesmo objeto de pesquisa.


Palavras-chave


Escravidão; Historiografia brasileira; História do Brasil; Jacob Gorender; Sidney Chalhoub.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 João Carlos Furlani, Nicodemo Valim de Sena

      https://www.sumarios.org/revista/romanitas   http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre

Revista Vox é uma publicação eletrônica semestral mantida pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (FADILESTE). ISSN: 2359-5183.
Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1024 x 768.