“As ideias fora do lugar”: o caso do movimento Negritude e da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO)

Claudia Kathyuscia Bispo de Jesus

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir a influência do pensamento exógeno nos principais movimentos em África: o movimento Negritude e o partido FRELIMO. Além disso, trato das implicações, trazidas com a importação das ideias europeias, no que concerne a ideia de África, bem como os efeitos (contraditórios) desses movimentos nas suas distintas atuações. Pode-se considerar que, a persistência de conceitos universais utilizados pelos movimentos ‒ como raça e gênero ‒ sem considerar os vários elementos presente no bojo das sociedades africanas, corroboraram para o reforço da invenção de África e, sobretudo, na negação e invisibilidade da diversidade cultural africana. Possibilitando, portanto, a permanência do controle e demarcação da ideologia colonizadora.

Palavras-chave


África; Movimento Negritude; Frente de Libertação de Moçambique.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Claudia Kathyuscia Bispo de Jesus

      https://www.sumarios.org/revista/romanitas   http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre

Revista Vox é uma publicação eletrônica semestral mantida pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (FADILESTE). ISSN: 2359-5183.
Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1024 x 768.