Poder disciplinar e inversão funcional da disciplina: uma análise do filme A vida dos outros

Alessandro da Silva Leite

Resumo


O texto analisa o filme A vida dos outros (2006) numa tentativa de demonstrar as condições de possibilidades de abordagens metodológicas e análises das relações de poder, a partir principalmente dos textos de Michel Foucault, Vigiar e Punir (1987) e Microfísica do Poder (1984). Trata-se de um ensaio sobre os dispositivos e efeitos, bem como sobre a resistência e inversão do biopoder, a partir dos referenciais do paradigma indiciário de corte histórico (Ginzburg, 1989) e psicanalítico (Rodrigues, 2014). Explora a hipótese de que no processo de resistir ou de inverter a funcionalidade do poder, além da razão, as emoções podem desempenhar um papel muito importante ainda que, em certos casos, elas não estejam claramente informadas à consciência do indivíduo. Assim, o propósito deste artigo é levar o leitor a refletir e reconhecer que assim como no filme, na condição de personagens da vida real, os dispositivos das dominações ideológicas nos interpelam a todo momento e capturam nossas subjetividades.


Palavras-chave


Biopoder; Indiciarismo; Dominação ideológica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Alessandro da Silva Leite

      https://www.sumarios.org/revista/romanitas   http://www.cnen.gov.br/centro-de-informacoes-nucleares/livre

Revista Vox é uma publicação eletrônica semestral mantida pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais do Leste de Minas (FADILESTE). ISSN: 2359-5183.
Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1024 x 768.